Site Meter O Cromo dos Cromos

 

Cromo nº 2243 - Freitas


Freitas

Natural de Fafe, foi na Associação Desportiva que deu os primeiros passos. Chegou a Coimbra e à Académica, logo para se estrear na 1ª Divisão, na época de 1975/76. Com quase 100 jogos no nosso principal campeonato, alguns deles também ao serviço da UD Leiria, nunca foi um homem de muitos golos (6 em 5 épocas), mesmo assim, conseguiu a proeza, de bater Manuel Bento, em pleno Estádio da Luz. Quem se recorda do Freitas?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2242 - Gena


Gena

E hoje recuamos umas décadas, vamos até aos velhinhos pelados do nosso futebol e trazemos de novo o futebol feminino ao nosso blogue, "colando" a Gena. Guarda-redes do Boavista FC, foi durante muito tempo, também ela, guarda-redes da Selecção Nacional. Que mais nos podem dizer?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2241 - Cubillas (II)


Cubillas

Sim, já tinha sido "colado" e até há bastante tempo (2006) com a camisola do FC Porto, mas, o regresso do Peru a um Campeonato do Mundo, trinta e seis anos depois, fez-nos chamar à nossa "caderneta", aquele que foi considerado o melhor peruano de sempre e um dos melhores estrangeiros que passou pelo nosso futebol. Nem temos muito mais a dizer, a sua qualidade fala por si...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2240 - Jaime


Jaime

Avançado natural de Santa Maria da Feira, dedicou toda a sua carreira ao FC Porto. Com 182 partidas feitas pelos "azuis e brancos", apontou 40 golos e esteve em momentos históricos dos "dragões", como a primeira vitória europeia sobre o Olympique Lyonnais em 64/65 e a conquista da Taça de Portugal em 67/68. Que mais nos podem dizer sobre o Jaime Silva?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2239 - Birame


Birame

Internacional senegalês, chegou a Portugal e à Amadora em 1993. Com 1m90 de pura pujança, acabou por apenas fazer cinco golos em três temporadas no nosso principal campeonato, sempre ao serviço do CF Estrela da Amadora. No nosso país, ainda representaria a AD Camacha e o CD Beja. Quem se recorda do Mame Birame Mangane?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2238 - Luís Miguel


Luís Miguel

Natural de Angola, foi em Amarante que deu os primeiros passos no futebol. Depois de se destacar no CD Aves na 2ª Divisão, rumou ao Sporting CP, onde estaria três temporadas. Depois dos "leões", voltou a Norte e representou no nosso principal campeonato, o SC Braga e FC Paços de Ferreira. Quem se recorda do Luís Miguel?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2237 - Chano


Chano

Chegou a ser internacional espanhol e dividiu a sua carreira entre Bétis e Tenerife. Chegou a Portugal já em fim de carreira, passando pelo SL Benfica, numa das alturas mais conturbadas dos "encarnados" e foi um número 10, que não deixou grandes saudades aos benfiquistas. Lembram-se do Chano?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2236 - Teixeira


Teixeira

Provavelmente, a maioria se recordará dele como treinador, mas ele, também foi futebolista. Formado no Académico do Porto, estreou-se como sénior no Lusitânia Lourosa. Médio centro, teve em 1980/81, a sua única temporada na 1ª Divisão e ao serviço do FC Penafiel. Quem se lembra do Joaquim Teixeira?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2235 - Jó



Jorge Alberto Andrade Soares, nome de guerra: Jó. Chegou ao nosso principal campeonato ao serviço do FC Tirsense, contudo, chamamo-lo à nossa "caderneta", quando representou o mítico GD Riopele, ao lado de nomes como Carlos Padrão e Jorge Jesus. Quem se recorda deste antigo médio?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2234 - Martins


Martins

Dezasseis épocas como profissional em que quinze delas foram passadas no GD Estoril Praia. A única temporada que este valoroso jogador fez fora da Amoreira, foi em 1989/90 ao serviço do FC Penafiel. Natural de Mértola, ficou a três jogos apenas, do alcançar os cem no nosso principal campeonato. Quem se recorda do Martins?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2233 - Mendes


Mendes

Ficou indubitavelmente ligado à história do Vitória de Guimarães, ao ter sido o primeiro jogador dos vitorianos, a tornar-se internacional AA. Mas a história deste goleador, que apontou quase uma centena de golos no nosso principal campeonato, começou em Lisboa e ao serviço do SL Benfica, onde chegou a dividir a frente de ataque das "águias", com José Águas e tantos outros craques. Quem se recorda de Mendes, o "Pé Canhão"?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2232 - Jacinto


Jacinto

Natural de Lisboa e com toda a formação feita no SL Benfica, foi em Matosinhos e ao serviço do Leixões SC, que se estreou no nosso principal campeonato. Este lateral direito, que chegou a ser internacional sub18, ainda representou entre os "grandes", o FC Famalicão e o SC Espinho, completando o bonito número de 100 aparições na 1ª Divisão. Quem se recorda do Jacinto?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2231 - Liberal


Liberal

Foi um histórico do SC Beira-Mar, capitaneado os aveirenses aos títulos nacionais da 2ª e 3ª Divisão. Com passagens por RD Águeda e FC Porto, viria a emigrar e na África do Sul, onde chegou a vencer uma taça, ao serviço do Durban City. Liberal, faleceu aos 85. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2230 - Silva


Silva

Chegou a Portugal para o SC Braga e logo na primeira época apontou 16 golos no campeonato, a sua melhor temporada em terras lusas. Em 2000/01 rumou ao Boavista FC e foi o melhor marcador, do histórico Boavista, que viria a ser Campeão Nacional. O "Pistoleiro", como era conhecido ainda representou no nosso país, o Sporting CP e o Vitória de Guimarães. Lembram-se de Elpídio Silva?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2229 - Chavez


Chavez

Avançado argentino, chegou a Portugal e ao CF "Os Belenenses", por indicação do antigo jogador e treinador dos "azuis", Próspero Benitez. Em Belém, "Chachiro" passou duas temporadas, apontando 10 golos em 25 jogos. Em 61/62 rumou ao SC Beira-Mar, onde faria mais 6 tentos, um dos quais dando o empate (1-1) frente ao Sporting CP. Que mais nos podem dizer sobre Hugo Chavez, que nada tem a ver, com o já falecido político venezuelano?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2228 - Radisic


Radisic

Hoje, lembrámo-nos de um Preparador Físico que chegou a comandar um Campeão Nacional. Considerado como um dos grandes responsáveis da grande época "leonina", pela excelente forma física dos "leões" em 19790/80, substituiria sem sucesso Fernando Mendes como técnico principal, mas ainda lançando alguns jovens, como por exemplo Carlos Xavier. Em 81/82 voltou ao seu "posto original" e na equipa técnica de Malcolm Allison, fez a "dobradinha". Ainda regressaria a Alvalade em finais dos anos 80, mas sem alcançar os mesmos êxitos do passado. Quem se lembra de Srecko Radisic?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2227 - Correia


Correia

O histórico SC Farense, voltou a estar na ribalta, ao eliminar este domingo, o GD Estoril Praia da Taça de Portugal e nós chamamos à "nossa caderneta", o homem que fez o primeiro golos dos "leões de Faro" na 1ª Divisão e logo numa vitória sobre o FC Porto, na 1ª jornada da época de 70/71. Quem se recorda deste Correia, extremo que também passou pela CUF e pelo Luso do Barreiro?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2226 - Caló


Caló

Campeão Nacional pelo Sporting CP (duas vezes) e vencedor da Taça de Portugal em uma ocasião, este defesa central de grande envergadura e forte na marcação, fez mais de 100 jogos pelos "leões" e chegou a ser internacional AA. Na sua carreira, passaria ainda por União Tomar, Atlético CP, "pendurando as chuteiras", em 1975/76 ao serviço do GD Estoril Praia. Quem se recorda do Caló?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2225 - Mourão


Mourão

E no rescaldo do Portugal vs Suíça, chamamos à nossa "caderneta", o homem que bisou na primeira vitória da nossa Selecção Nacional sobre os helvéticos (curiosamente a sua última internacionalização), corria o ano de 1942. Descoberto no Carcavelos, chegou ao Sporting CP em 1928 e de lá só sairia em 1944. Com especial apetência para marcar ao rival SL Benfica (19 golos), seria Campeão Nacional por duas vezes (uma Taça Portugal) e despediu-se dos relvados na inauguração do Estádio Nacional, quando o seu substituto começava a dar os primeiros passos nos "leões", um tal de... Jesus Correia. Que mais nos podem dizer sobre o Adolfo Mourão?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2224 - Medeiros


Medeiros

Natural de Leça da Palmeira, foi em Lisboa e ao lado de Matateu, que foi lançado por Fernando Riera, no nosso principal campeonato. Médio com grande apetência para fazer golos (27 na 1ª Divisão), passou ainda por Oriental, Leixões SC, despedindo-se do futebol ao mais alto nível, no CD Feirense. Da sua carreira como treinador, tão rica e extensa quão foi, merecerá outro cromo dele, como treinador. Quem se lembra do Medeiros, infelizmente já falecido em 2011?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2223 - Baltazar


Baltazar

Médio esquerdo que começou por se destacar no Clube Oriental de Lisboa, chegou à Tapadinha em 1975. No Atlético fez duas temporadas no nosso principal campeonato e duas na 2ª Divisão, antes de regressar a Marvila. Quem se recorda do Baltazar?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2222 - Marques


Marques

Natural de Alcobaça, este antigo lateral esquerdo, deu os "primeiros passos" no Ginásio local. No início dos anos 60 rumou para Angola de onde voltaria para se estrear na 1ª Divisão, ao serviço da Académica em 1963. Apesar de só aos 24 anos chegar aos "grandes palcos", ainda foi a tempo de participar em duas finais da Taça de Portugal e alcançar um 2º lugar no campeonato. Que mais nos podem dizer sobre o Marques?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2221 - José Pratas


José Pratas

Árbitro que chegou a internacional, teve uma carreira com mais de 25 anos. Filiado na AF Évora, apitou no principal escalão entre 1988/89 e 2002/03, arbitrando cerca de 200 jogos e ainda a final da Taça de Portugal em 1994. José Pratas, faleceu ontem aos 59 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2220 - Sousa


Sousa

Natural de São João da Madeira, de onde muitos craques do nosso futebol saíram, estreou-se no nosso principal campeonato, ao serviço do SL Benfica, onde acabou a sua formação. Foi uma década de 1ª Divisão, com passagens por Alverca, SC Braga, SC Farense e "Os Belenenses". Actualmente, é um habitual comentador de um canal desportivo. Que mais nos podem dizer sobre o Sousa?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2219 - Quim Alberto


Quim Alberto

Produto das escolas do SC Braga, chegou a ser uma grande esperança dos "arsenalistas", tendo inclusivamente sido internacional sub16 e sub18. Médio defensivo, como sénior, acabou por nunca se impor nos bracarenses. Passaria ainda, entre outros, por FC Vizela, Rio Ave FC e Louletano DC, antes de se dedicar ao Futsal. Quem se recorda do Quim Alberto?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2218 - Eldon (II)


Eldon

Chegou a Portugal e a Coimbra, em finais dos anos 70. Quatro épocas de excelente nível na Académica, levaram-no até Guimarães. No Vitória, passou apenas uma temporada antes de rumar a Alvalade. No Sporting, nunca teve muito espaço devido à forte concorrência, mas mesmo assim, na primeira temporada ainda apontou 11 golos no campeonato. Em 86/87 "voou" até à Madeira e ao CS Marítimo, antes de regressar "à sua Briosa", onde viria a terminar a carreira. Eldon, faleceu aos 59 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2217 - Giménez


Giménez

Começou a carreira como Bruno Giménez, chegando a Portugal como uma grande esperança argentina, algo que nunca se veio a comprovar em Alvalade. Em duas épocas, de grande irregularidade, fez 24 jogos apontando apenas 3 golos. Regressou à Argentina e um ano depois, voltou à Europa e à vizinha Espanha, já como Bruno Marioni. Seja como Giménez, seja como Marioni, que nos podem recordar sobre ele?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2216 - Bandola


Bandola

Reserva do SL Benfica quando Costa Pereira era titular indiscutível das "águias", rumou em 1959/60 ao AC Marinhense. Depois de duas temporadas na 2ª Divisão, mudou-se para a Tapadinha e foi no Atlético que fez duas temporadas no nosso principal campeonato. Que mais nos podem dizer, sobre o Bandola?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2215 - Hilário


Hilário

Conterrâneo de Manuel Fernandes, este médio nascido em Sarilhos Pequenos, teve um percurso muito parecido com o nosso anterior cromo. Depois de se destacar no Barreiro, foi no Vitória de Guimarães que se estreou na 1ª Divisão. Depois de duas épocas na Cidade Berço, voltou ao Sul para representar o CF "Os Belenenses". Quem se recorda do Hilário?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2214 - Ronaldo


Ronaldo

Maia, Barreirense, Estoril, P. Ferreira, V. Setúbal, Felgueiras, Moreirense, Ac. Viseu, Alcochetense, Amora, U. Montemor, Atl. Reguengos, U. Giesteira, E. Escouralense e Fazendas do Cortiço. Podem existir "Ronaldos" com muito mais capacidades, mas duvidamos que exista algum, que tenha passado por tantos clubes no nosso país. Depois de em 1988, chegar vindo do Botafogo, este avançado carioca, só terminou a sua carreira em 2015, quando estava no Alentejo...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2213 - Russiano


Russiano

Avançado que começou por se destacar no FC Barreirense, foi em Guimarães e ao serviço do Vitória, que se estreou no nosso principal campeonato. Entre os "grandes" representaria ainda a Académica, antes de nas divisões secundárias, vestir a camisola de UD Leira, Juventude Évora, Benfica Castelo Branco e CD Montijo. Que mais nos podem dizer sobre o Russiano?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2212 - Teixeira


Teixeira

Infelizmente, continuamos a chamar à nossa "caderneta" cromos, pela razão que menos gostamos. Com passagens por clubes como a Académica, o Sporting CP, o Leixões SC e o FC Tirsense, entre outros, Teixeira, antigo avançado que chegou a ser internacional sub-18, deixou-nos aos 72 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2211 - Perivaldo (II)


Perivaldo

Quem se recorda desta história que aqui trouxemos em Novembro de 2013? Pois é, Perivaldo Lúcio Dantas, que chegou a passar por alguns dos melhores clubes do Brasil e pela selecção "canarinha", depois de ser sem-abrigo em Lisboa, acabou por regressar ao seu país natal, para trabalhar no SAFERJ (Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) até ao fim dos seus dias. "Peri da Pituba" como era conhecido, faleceu no final de Julho, com 64 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2210 - Faustino


Faustino

Estreou-se no nosso principal campeonato pelo FC Barreirense, mas foi no União de Tomar que se tornou um símbolo. Defesa central, representou o clube durante treze temporadas (seis delas na 1ª Divisão), é o atleta que mais partidas realizou pelos nabantinos, cerca de 400. Faustino, faleceu aos 73 anos. Que descanse em paz...

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2209 - Valdemar Mota


Valdemar Mota

E regressamos ao activo, com um cromo de tempos bem longínquos. É um nome icónico do FC Porto. Foi o primeiro atleta olímpico dos "dragões", assim como o primeiro portista a capitanear a Selecção Nacional. Avançado de grande valia, representou os "azuis e brancos" durante mais de uma década. Que mais nos podem dizer sobre Valdemar Mota?

Comentários | Facebook

 

Cromo nº 2208 - Borreicho


Borreicho

Jogou ao lado de jogadores como Rui Correia e Cadete nas escolas do Sporting CP e apesar da passagem por clubes como o CD Trofense, o SC Covilhã e o Portimonense SC, foi no GD Estoril Praia que passou quase uma década da sua carreira e representou no nosso principal campeonato. Quem se lembra do Borreicho?

Comentários | Facebook